Site Meter Projeto Modes - Encheu? Joga Fora!: Outubro 2008

terça-feira, 14 de outubro de 2008

É uma mentira.

Nada com o que sonhar. O meu verso já não segue um padrão, e eu nem sei se quero que ele siga. Ando com mil pensamentos de você na cabeça e que me tocam bem no fundo, como uma panela que me queima a mão. A dor é rápida e intensa, assim como as palavras que eu ouço e sinto depois de um sábado de mentira.
Estranho é seguir sem um caminho planejado, sem um plano encaminhado, enquanto você aparece na visão mais perfeita, aquela visão que me dá mais medo. Covarde por não conseguir expressar a verdadeira sensação de caminhar a esmo, sem lenço e sem documento, e corajosa por seguir por um espaço de sentimentos, que eu achei que tinha perdido.
Estamos praticamente no mesmo barco, mas em lugares opostos. Continuará assim, por um tempo indefinido, até a música que me lembra você, tocar e me fazer desviar seus olhos e sua boca da minha atenção.
Indefinição é uma boa às vezes. Sigo pensando assim talvez por não querer ter nada definido. Te ter, mesmo sem ter, me acalma. A revolta vem depois.
Dessa vez ela não quer chegar. Sorte a sua. Sorte a minha.